UX Design: os 5 princípios da experiência do usuário

UX Design: os 5 princípios da experiência do usuário

Mercados mais competitivos exigem cada vez mais dos responsáveis pelo marketing das empresas. Afinal, é preciso encontrar formas de diferenciar as marcas da concorrência e, principalmente, melhorar a experiência do usuário, independentemente do canal utilizado por ele.

Estabelecer uma identidade visual consistente para a marca é fundamental para fortalecer sua presença na internet, e os resultados serão ainda melhores se o projeto for orientado pela Experiência do Usuário (ou UX Design, do inglês User Experience).

Quer saber como esse tipo de abordagem pode ajudar a sua empresa? Então, continue a leitura do post. Vamos explicar os princípios básicos do UX Design.

Para que serve o UX Design?

Só para não haver confusão, lembre-se que o UX Design propõe uma abordagem diferenciada na orientação dos projetos da empresa. Basicamente, estamos nos referindo ao uso de técnicas e metodologias para aprimorar a experiência que o consumidor tem com nossos produtos e serviços.

No caso de um website (UX Design serve para todas as áreas, mas aqui vamos nos concentrar na internet), é o designer UX que vai garantir que o usuário tenha a experiência adequada ao acessar o endereço. Na prática, isso significa pensar na facilidade de uso, na utilidade de cada elemento inserido no site e, principalmente, na sua eficiência.

O primeiro passo para desenvolver um projeto com essas especificações é entender o comportamento do seu público-alvo ou, como preferimos no marketing digital, da sua persona. É a partir daí que o site vai conseguir atender às exigências do público em termos de navegação. Fique atento: em um projeto de UX Design, tudo precisa ser testado, validado com os usuários.

São realizados testes de interatividade, de navegação e de análise das conversões (neste caso, o foco geralmente é a origem e a efetividade de cada canal).

Como desenvolver um bom projeto?

Além da metodologia e das técnicas de pesquisa, necessariamente um projeto de UX Design será orientado pelos seguintes princípios:

1. Integração

É impossível pensar na Experiência do Usuário sem levar em consideração todas os pontos de contato da marca com o consumidor. Ou seja, UX Design não é algo isolado, desenvolvido apenas para o website, por exemplo.

O projeto deve contemplar todas as interações estabelecidas com a marca, desde o produto até as citações que aparecem sobre a empresa na internet.

2. Invisibilidade

Esta é uma das máximas do UX Design: quanto melhor, menos perceptível será o trabalho dos designers UX. Os usuários vão ter sua experiência orientada pelas funcionalidades inseridas no site, mas nem se darão conta do que está por trás do sistema.

3. Ciclicidade

Orientar a experiência do usuário — visando melhorar sua relação com a marca — exige um fluxo de trabalho contínuo. É necessário trabalhar cada uma das fases do processo de compra: conscientização, experimentação e uso regular.

4. Contexto

Não se pode analisar a experiência do consumidor com a marca de forma isolada. Reside aí a importância dos estudos e análises exigidas em um processo de UX Design. O desafio é entender o contexto de uso do produto em profundidade, até para conseguir se antecipar às necessidades do consumidor.

5. Usabilidade

Este termo hoje faz parte de qualquer apresentação sobre internet, mas nem todo mundo entende a importância de se assegurar a usabilidade do website. Não se trata de simplesmente inserir os “botões” ou funcionalidades adequadas. A base do projeto deve ser o comportamento do usuário, o que o deixa satisfeito. Pense nisso: o principal é garantir que ele esteja no controle da navegação.

Como você percebeu, trabalhar com UX Design vai refletir positivamente nos resultados da empresa, uma vez que o foco passa a ser a melhora na experiência do consumidor. Os estudos nessa área mostram que favorecer a usabilidade do site, por exemplo, interfere bastante não apenas nos resultados de conversão do site, mas também na relação estabelecida com o consumidor.

Gostou do artigo? Quer saber mais sobre a importância da comunicação visual para o seu negócio? Curta nossa página no Facebook para acompanhar mais postagens sobre o assunto.